Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Filetes de sardinha no forno

por Paula, em 16.10.13

 

Filetes de sardinha no forno 1

 

A sardinha (clupea pilchardus) é um peixe abundante na costa portuguesa. No Verão, apresenta-se no seu esplendor para ser consumida. Contudo, se bem conservada ou congelada, pode estar presente na mesa lusa durante todo o ano. E que bem que sabe!

 

 

 

INGREDIENTES

 

8 sardinhas frescas ou congeladas

Sal q.b.

4 c. de sopa de azeite

Pão ralado q.b.

4 c. de sopa de salsa picada

1 c. de sopa de paprika

1 dente de alho picado

 

PREPARAÇÃO

 

1. Preparar os filetes: cortar as sardinhas pelo limiar da cabeça e cauda. Com uma tesoura, cortar as barbatanas, abrir as sardinhas e retirar as vísceras. Utilizando a ponta da faca, fazer um corte junto à espinha e ao longo desta, partindo da cabeça em direcção à cauda.

 

2. Temperar os filetes com sal e pincelar com azeite. Reservar.

 

3. Entretanto, num prato fundo, colocar o pão ralado, o alho picado, a salsa e a paprika. Envolver tudo muito bem.

 

4. Passar os filetes por esta mistura de ambos os lados. Dispor num tabuleiro de ir ao forno.

 

5. Se sobrar mistura de pão ralado, adicionar aos filetes que já estão no tabuleiro.

 

6. Salpicar os filetes com um pouco mais de azeite e levar ao forno pré-aquecido durante 15 minutos, coberto com papel de alumínio. No fim deste tempo, retirar o papel e deixar alourar os filetes.

 

 

Estes filetes ficam deliciosos e podem ser consumidos tanto quentes como frios, em jeito de petisco. Assim se prolongam os sabores do Verão português.

 

Bom apetite!

Bon appétit!

Jo étvágyat!

Que bos faga bun porbeito!

Autoria e outros dados (tags, etc)


O calor pede sardinha assada

por Paula, em 20.04.11

   

 

O calor que se sentia há uns dias atrás fazia lembrar o verão. Para mim este é sinónimo de churrascos, saladas e sardinha assada. Faço sempre esta associação. Talvez porque nas férias tenha tendência para comer comidas mais leves em que o peixe grelhado assume o protagonismo. Nessa altura, a sardinha é presença assídua nas travessas cá de casa.

Como que a adivinhar os meus pensamentos, convidaram-me para uma sardinhada em Peniche. O convite não era de recusar, tanto pela ementa como pela excelente companhia que me aguardava. Horas acertadas, compras combinadas e lá fui.

O sol pedia mesmo algo leve a lembrar o tempo de praia e de férias. E a sardinha é verão em forma de peixe, é aroma a férias, é sabor a noites de santos populares e é música em tom de conversa animada.

 

 

Dizem que para ficar bem saborosa, o sal deve ser colocado  na guelra. Cá em casa fazemos sempre assim e o resultao tem sido muito satisfatório. O acompanhamento é quase sempre constituido por salada e batata cozida porque a sardinha gosta de companhias leves e agradáveis.

Noutros tempos a minha mãe fazia uma bôla fantástica no forno a lenha em que a sardinha era colocada atravessada, de forma a deixar o seu suco entrenhar-se na massa. Era uma maravilha. Fazíamos fila a aguardar pelas fornadas que iam saindo na expetativa de apanharmos o primeiro pedaço. As saudades que eu tenho de comer uma bôla de sardinha! Aguardemos pelo verão e pelos churrascos ao ar livre com animação, alegria e muita sardinha.

Bon apetit!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D