Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Estufado de grão

por Paula, em 25.07.14

Casa da serra

 

Apetece-me contrariar rumos; traçar outras rotas e lançar-me na aventura (ainda que comedida). Quero romper rotinas, despir-me de cansaços e envolver-me com um manto de emoções frescas.

 

Os dias sabem-me a fel, consequência de rotinas gastas e de dias calçados de nada. E o nada é uma sola que não protege nem do calor nem do frio. Pesa, apenas.

 

Ah! Mas se eu conseguisse rompê-lo, então seria novamente criança e correria em busca de outras cores, descalça de tudo e vestida de alegria. Leve, seria eu!

Estufado de grão

 

INGREDIENTES

1 cebola, picada

2 dentes de alho picados

1 c. de sopa de azeite

200 g de tomate em cubos (conserva)

1 c. de chá de cominhos

1 c. de chá de coentros em pó

Sal e pimenta q.b.

Água q.b.

2 cenouras cortadas às rodelas

2 curgetes cortadas em cubos (sem casca)

1 pacote de espinafres congelados

420 g de grão em conserva

 

PREAPARAÇÃO

Num tacho, colocar o azeite e a cebola a refogar até ficar dourada. Juntar o alho e envolver. De seguida, adicionar o tomate e envolver. Temperar com os cominhos, os coentros em pó, o sal e a pimenta. Envolver e deixar apurar os sabores. Juntar um pouco de água se necessário.

 

Depois, é tempo de juntar as cenouras e de as deixar cozinhar um pouco, antes de lhes juntar a curgete e os espinafres. Por último, juntar o grão, envolver e deixar apurar.

 

Estufado de grão

 

Bons sabores do campo que nos devolvem o vigor da boa disposição.

 

Bom apetite!

Que bos faga bun porbeito!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Courgette com salsichas de tofu

por Paula, em 20.03.14

 

Courgette com salsichas de tofu

 

Desta vez viajei rumo ao oriente em busca dos sabores vivos, frescos e picantes. Este prato não é absolutamente oriental, mas a inspiração veio de lá.

 

INGREDIENTES 

200grs de cogumelos pleurothus, cortados grosseiramente

1 cebola roxa, picada

1 c. de sopa de azeite

1 c. de chá de manteiga

1 c. de chá de caril

1 c. de chá de coentros em pó

1 cardamomo (só as sementes)

1 malagueta, picada

1 courgette, laminada longitudinalmente

2 salsichas de tofu com ervas aromáticas

2 c. de sopa de pinhões

Sal q.b.

Hortelã-pimenta, picada, a gosto

Fatias de pão torrado (opcional)

 

PREPARAÇÃO

 

Numa caçarola de cerâmica, colocar o azeite, a manteiga e a cebola. Quando esta amolecer, separá-la para os lados e juntar o caril, os coentros em pó e as sementes da baga de cardamomo. Mexer um pouco e deixar que as especiarias libertem o seu aroma.

 

Juntar os cogumelos e temperar com sal. Deixar cozinhar dois a três minutos e adicionar a malagueta.

 

Acrescentar as salsichas de tofu e deixar cozinhar por um minuto. Adicionar a courgette e envolve-la no preparado apenas para amolecer um pouco.

 

Finalizar com os pinhões e a hortelã-pimenta. Servir com pão torrado.

 

Bom apetite!

Bon appétit!

Jo étvágyat!

Que bos faga bun porbeito!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

A Primavera também pede caldos, sopas e cremes quentes. Mais este ano que o anterior, parece. A chuva parece não dar tréguas e em dias como o de hoje, sabe bem uma tigela de sopa quente e aromática.

 

 

INGREDIENTES

 

200 ml de água

250 g de beterraba cozida e descascada

1 chalota, picada

1 dente de alho, picado

30 g de salsa, picada

1 c. de chá de cominhos secos, moídos

Sal q.b.

Pimenta q.b.

300 ml de caldo de legumes, aproximadamente

1 c. de sopa de endro seco

2 hastes (folhas) de tomilho fresco

1 folha de louro

Sumo de 1/2 limão

200 g de natas frescas

 

PREPARAÇÃO

 

1. Colocar a chalota, o alho e as batatas numa panela juntamente com a água e levar a cozinhar durante 10 minutos em lume alto.

2. Adicionar os cominhos e cozinhar durante 1 minuto.

3. Entretanto, juntar a beterraba, a folha de louro, a salsa, o tomilho, o sumo de limão e o caldo e deixar cozinhar durante 12 minutos, tendo o cuidado de ir mexendo de vez em quando.

4. Depois de os legumes estarem cozinhados, descartar a folha de louro e escorrer os legumes, aproveitando o caldo. Triturá-los com um pouco do caldo da cozedura até obter um  puré cremoso.

5. Colocar o puré de volta na panela e temperar com sal e pimenta a gosto. Juntar o restante caldo e levar ao lume por mais 5 minutos até a sopa ficar quente.

6. Servir guarnecido com natas frescas e endro seco.

 

Bom apetite!

Bon appétit!

Jó étvágyat!

Que bos faga bun porbeito!

{#emotions_dlg.default}

Autoria e outros dados (tags, etc)


Sopa de abóbora no forno

por Paula, em 12.02.13

 

De encontros e imprevistos resultam, muitas vezes, momentos deliciosos. Um olhar distraído que repousa numa revista timidamente depositada numa prateleira. Cores vibrantes e campestres que o detêm. Aproximo-me. Country Living é um nome que desconhecido para mim, mas ao encontrar as páginas que contêm, entre outras coisas, várias receitas de abóbora, o meu interesse é acicatado. Trago-a comigo para saber mais.

 

 

INGREDIENTES

1 abóbora com cerca de 20 cm de diâmetro

1 c. de chá de endro seco (mais um pouco para finalizar)

1 cebola picada

1 dente de alho picado

15 g de gengibre cortado em fatias finas

1 cenoura cortada em juliana

1 haste de aipo cortada em juliana

40 g de manteiga

3 cravos-da-índia 

1 pitada de noz-moscada ralada no momento

1 folha de louro

1/2 c. de chá de caril em pó

1/2 c. de chá de pimentão doce

1 L de caldo de galinha

200 ml de natas

100 g de crème fraiche

1 c. de sopa de azeite

 

PREPARAÇÃO

1. Cortar a parte superior da abóbora com uma altura de cerca de 3 cm. Com a ajuda de uma colher de sopa, retirar as pevides (que se podem guardar para assar no forno com uma pitada de sal e que servirão para finalizar esta sopa ou como aperitivo) e os filamentos. Depois, com uma colher de melão, retirar a polpa da abóbora, tendo o cuidado de não ferir a carcaça. Reservar.

 

2. Numa panela, derreter a manteiga e adicionar a cebola e o alho. Deixar refogar até ficarem translúcidos.

 

3. Adicionar o gengibre, a cenoura e o aipo e deixar refogar por cerca de 10 minutos. Juntar um pouco do caldo de galinha se necessário.

 

4. Adicionar a polpa da abóbora, os cravinhos e a folha de louro.  Temperar com um pouco de noz-moscada (pode adicionar-se sal, mas o caldo de galinha já terá um pouco de sal e as especiarias já conferem bastante paladar à sopa). Deixar refogar em lume médio por mais 10 minutos ou até a abóbora estar tenra.

 

5. Abrir um buraco no centro da panela, desviando os legumes para os lados e deitar o caril em pó e o pimentão doce e deixar refogar cerca de 1 minuto para que o sabor se destaque. Depois, voltar a envolver todo o preparado.

 

6. Juntar o caldo de galinha e deixar ferver cerca de 15 minutos.

 

7. Adicionar as natas batias e o crème fraiche e deixar levantar fervura novamente.

 

8. Com a ajuda de uma varinha mágica, reduzir o preparado a puré. Passar por um coador fino e deitar na carcaça da abóbora. Tapar com com a parte superior da mesma e colocar num tabuleiro untado com o azeite. Levar ao forno previamente aquecido a 200.º por 30 minutos.

 

9. Finalizar com uma colher de chá de endro seco e uma colher de sopa de crème fraiche. Servir com croutons a gosto.  

 

 

Esta sopa aromática e deliciosa é um compromisso inesperado entre o british country e o estilo americano baseado numa receita publicada na revista Country Living, de outubro de 2012, e de outra constante do livro A enciclopédia da culinária, da responsabilidade de Patrik Jaros e Günter Beer. Provar uma sopa como esta em dias frios, é absolutamente essencial.

 

Bom apetite!

Bon appétit!

Jó étvágyat!

Que bos faga bun porbeito!

 

{#emotions_dlg.lisboa}

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Risotto de Alheira de Bacalhau

por Paula, em 30.11.12

 

 

 " (...) I had so much more to learn, not only about cooking, but about shopping and eating and all that many new (to me) foods. I hungered for more information"

Julia Child, in "My life in France"

 

 

INGREDIENTES

(Serve 2)

 

1/2 alheira de bacalhau

250 ml (1 chávena) de arroz arbóreo

150 ml (1/2 chávena) de vinho branco

1/2 cebola roxa picada

1 dente de alho picado

750 ml de caldo de legumes ou água

1/2 molho de coentros

Fios açafrão q.b.

2c. de sopa de azeite

Sal q.b.

Pimenta q.b.

 

 

PREPARAÇÃO

  1. Retirar a pele da alheira e desfazê-la com ajuda de um garfo. Reservar.
  2. Num tacho, colocar o azeite e juntar a cebola e o alho picados. Deixar alourar. Juntar um pouco de caldo quente (ou água) se necessário e deixar cozinhar mais um pouco. Juntar metade da quantidade dos coentros picados.
  3. Retirar o refogado para um copo de trituradora e reduzir a puré. Voltar a colocar no tacho.
  4. Juntar o arroz e envolver no refogado. Refrescar com o vinho branco.
  5. Temperar com sal e pimenta a gosto (sem esquecer que a alheira e o caldo á têm temperos) e começar a juntar o caldo de legumes aos poucos (uma concha de sopa de cada vez), mexendo sempre. Quando engrossar, voltar a juntar mais um pouco de caldo.
  6. Juntar a alheira e envolver no arroz. Juntar mais um pouco de caldo até finalizar.
  7. Finalmente, juntar  o açafrão. Retificar os temperos e adicionar os restantes coentros picados.

 

Este risotto fica delicioso. Os fios de açafrão conferem-lhe um toque exótico, mas sem exagero. A alheira constituiu uma surpresa para mim porque não conhecia. Foi uma experiência agradável.

 

Bom apetite!

Bon appétit!

Jó étvágyat!

Que bos faga bun porbeito!

 

{#emotions_dlg.beja}

Autoria e outros dados (tags, etc)


Frango com Caril

por Paula, em 26.11.12

 

 

Frango com Caril

 

Já dizia a Minnie, no filme "As Serviçais", que o frango é o remédio para todos os males. Traz conforto, é saudável e adapta-se a todas as ocasiões. Pode ser de aviário - o menos recomendado - ou do campo. Distingue-se da galinha pelo tempo de criação. Ao fim de dois meses, o frango (do campo) está pronto a ser utilizado. A galinha, por sua vez, já pôs ovos e conta com 12 a 15 meses de criação. A distinção faz-se facilmente pela cor e textura da carne. O primeiro é tenro e de cor mais clara; a segunda tem uma carne escura, mais dura e fibrosa.

 

O caril está associado à cozinha indiana e asiática. De cor intensa e apelativa, este consiste numa mistura de pimenta, malagueta, coentros, cominhos, açúcar de cana e curcuma (também conhecido por açafrão-da-índia).

 

A inspiração para a sugestão de hoje veio do caril. Procurava uma receita que me deixasse feliz. Ao vasculhar a minha estante de livros, encontrei um dedicado exclusivamente ao frango. E lá estava, no "Receitas Simples & Rápidas" (frango), da Euro Impala, aquela que me agradou. Tomando em conta os ingredientes existentes na despensa, adaptei-a e fiquei muito feliz com o resultado.

 

Frango com Caril

 

INGREDIENTES

(Serve 4)

1 frango 

1 cebola

1 dente de alho

0,5 dl de azeite

1 lata de coco em conserva (utilizei leite de coco) 

300 g de miolo de camarão

1 c. de sopa de caril em pó

2 dl de natas

1 ramo de coentros (não usei)

300 g de arroz

Sal e pimenta q.b.

 

 

PREPARAÇÃO

1 - Arranjar o frango e cortá-lo em pedaços. Temperar com sal e pimenta.

2 - Cortar e picar a cebola finamente, assim como o alho. Corar em azeite.

3 - Juntar o frango e deixar cozinhar durante 10 minutos.

4 - Juntar o leite de coco, o miolo de camarão e o caril.

5 - Adicionar as natas. Envolver tudo muito bem.

6 - Rectificar o tempero e salpicar com os coentros picados.

7 - Servir com arroz branco cozido em água e sal.

 

Nesta receita, substituí o coco cortado em juliana por leite de coco e não utilizei os coentros. De todo o modo, a receita resultou muito bem. O molho ficou cremoso, sem ser em exagero, saboroso e o prato exalava um aroma cativante a caril que me transportou para outra dimensão geográfica.

 

Quanto ao livro, consiste numa boa opção. O preço é muito convidativo, mesmo para as bolsas mais modestas, não ocupa muito espaço na estante ou na cozinha e acaba por ser uma fonte de inspiração muito digna.

 

Bom apetite!

Bon appétit!

Jó étvágyat!

Que bos faga bun porbeito!

 

{#emotions_dlg.beja}

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D