Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Uma confeitaria húngara em Lisboa

por Paula, em 04.02.15

IMG_8598.JPG 

Sem estar à espera, a informação veio até mim. Ainda pensei que tinha lido mal, mas não. Era mesmo verdade! Imbuída de uma felicidade miudinha que me percorria o corpo, lá me aventurei na sua busca, em silêncio, calada, sem dizer nada que pudesse revelar o meu interesse. Era um segredo só meu. Queria descobri-la sozinha; ver primeiro, e sentir o seu ambiente de modo solo para melhor o entranhar.

IMG_8594.JPG

IMG_8595.JPG

A quietude da tarde soalheira de Inverno parecia embalar-me na descoberta que estava prestes a fazer. Andei às voltas, sabia que não estava longe. De súbito, o olhar detém-se numa esquina. Não conseguia ler, mas senti que era ali. O passo apressou-se, sem que lhe desse ordem, e o sorriso soltou-se descarado, sem rédeas. De repente, senti-me leve. Tinha a certeza de que me aguardavam coisas boas. E não me enganei!

IMG_8596.JPG

IMG_8597.JPG

Numa das transversais da Avenida das Forças Armadas, encontramos uma confeitaria… húngara! Chama-se Choco & Mousse e é um lugar muito simpático.

IMG_8599.JPG

IMG_8600.JPG

Com uma decoração harmoniosa e jovem, o pequeno espaço está arrumado de forma cómoda. As cores encantam e a montra deslumbra. Apetece comer um pouco de tudo o que ali se apresenta, desde as bolachas até às elegantes fatias de bolo, feitos com ingredientes frescos e de qualidade. É importante não perder o fim-de-semana, pois é quando se exibe e se dá a provar o famoso Dobos Torte, um bolo húngaro feito em camadas.

IMG_8601.JPG

Quando passei por Budapeste, uma das delícias de rua que provei foi o Kürtoskőkalács. Trata-se de um bolo que parece uma chaminé e que surgiu na Transilvânia, quando ainda era território húngaro. Kürt, significa “chaminé” e Kalács quer dizer “bolo de leite”, em húngaro. Este bolo é feito com uma massa fofa e deliciosa que é trabalhada em forma de rolo e posteriormente enrolada num cilindro envolvido com manteiga, que mais parece um espeto. Depois, é espalmado através do rolar do rolo na mesa de trabalho. De seguida, é envolvida por açúcar e é levado a assar num forno ou grelhador com brasas, o que lhe confere um sabor caramelizado absolutamente maravilhoso. Por fim, é envolvido em canela, coco ou avelãs para lhe dar um certo toque. É leve e deveras delicioso.

Kurtoskalacs1.jpg

Quanto à receita verdadeira, ninguém a revela completamente, pelo que temos que ir adivinhando os seus ingredientes e as quantidades.

 

É tipicamente um bolo de rua, vendido principalmente em bancas, feiras e mercados, embora junto à Vaci Utca, em Budapeste, haja uma casa, o Café Molnár's Kürtoskőkalács, que os confecciona.

kurtoskalacs2.jpg

Na Choco & Mousse, em Lisboa, não é possível prová-lo, por, segundo me explicaram, não ser permitido, em Portugal, fazer este tipo de massa na rua. Por isso, apenas poderemos sonhar com ele.

IMG_8602.JPG

O atendimento é simpático e despretensioso. Dão-nos todas as informações com calma e respondem a todas as nossas perguntas. Ou seja, a simpatia é outro ingrediente de qualidade que perpassa para as generosas fatias de bolo.

img-204185434-0001.jpg

Adorei conhecer este lugar. E fiquei sua cliente, sem dúvida. A próxima degustação chama-se Dobos Torte (ou Dobosh).

img-204185447-0001.jpg

 

Boas descobertas! 

Bom apetite ou jó étvágyat!

Sziá!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Sopa de tofu com chá masala

por Paula, em 17.04.13

 

O tofu é um ingrediente que provém da preparação do leite de soja. De sabor neutro, absorve com facilidade os sabores dos temperos que se lhe apresentarem. A sua versatilidade é também pragmática na hora de escolher o tipo de prato que se quer confeccionar. Tanto fica bem bem numa sopa ou numa salada, como numa entrada ou em estufados. Pode ser cozido, estufado, grelhado ou ser apresentado cru num simples molho para salada, dependendo sempre da vontade do chef. Conserva-se no frigorífico até uma semana, se coberto com água.  

 

O chá masala é um chá ayuvérdico indiano muito picante composto por chá preto, cardamomo, gengibre, canela, cravo e pimenta preta. De sabor vibrante, pode ser bebido com leite e adoçado com açúcar ou mel. O seu aroma é intenso, a lembrar paragens quentes e cores de outros lugares que se visitam em sonhos ou através de filmes ou documentários.

 

De proveniências gastronómicas distintas, estes dois ingredientes entenderam-se maravilhosamente numa sopa simples, porém, requintada no paladar. O chá, como que  fazendo vénia ao tofu, perdeu a intensidade, deixando uma marca graciosamente picante. Leve.

 

 

INGREDIENTES

(Serve 4)

 

250 g de tofu com ervas aromáticas

125 g de alface esfarrapada

1 cenoura cortada em juliana

1/2 chalota finamente cortada em juliana

2 colheres de sopa de óleo de girassol

2 colheres de sopa de molho de soja

2 colheres de sopa de vinho do Porto Quinta do Vesúvio

1 colher de chá de açúcar

1 caldo de legumes knorr (gelatinoso)

1 saqueta de chá masala picante Natco

1,2 L de água quente

Rama de cenoura q.b. para decorar

 

 

PREPARAÇÃO

  

Utilizando uma chaleira, aquecer a água para fazer o chá. Adicionar a saqueta de chá masala à agua e deixar repousar cerca de 3 a 5 minutos.

 

Numa wok, colocar o óleo de girassol e o tofu escorrido e cortado em cubos. Deixar alourar de todos os lados e retirar com uma escumadeira para um prato coberto com papel absorvente. Reservar.

 

Juntar a cebola ao óleo restante e deixar alourar. Deitar um pouco do chá masala e juntar a cenoura. Deixar cozinhar até a cenoura estar praticamente cozida.

 

Adicionar o caldo de legumes e deixar que se dilua. Acrescentar  o restante chá que deverá apurar cerca de um minuto. Reduzir o lume e juntar o molho de soja, o vinho do Porto e o açúcar.

 

Adicionar a alface e deixar cozinhar durante dois ou três minutos, envolvenda-a no caldo. Juntar novamente o tofu ao preparado e deixar apurar por mais dois minutos.

 

Servir bem quente decorada com rama de cenoura.

  

Bom apetite!

Bon appétit!

Jó étvágyat!

Que bos faga bun porbeito!

 

{#emotions_dlg.lisboa}

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D