Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Tarte Tatin de Marmelos

por Paula, em 13.10.15

 

IMG_0084.JPG

Esta época do ano é um pouco assustadora no que aos ingredientes diz respeito. Abre-se a porta aos marmelos, castanhas, romãs e... ao trabalho. Já repararam que todos estes frutos são excelentes, mas que dão uma trabalheira para se prepararem. Gosto de todos eles, todavia, quando tenho que os preparar, penso duas vezes.

 

Foi assim que a pergunta me apanhou nesta encruzilhada de escolhas.

Queres marmelos?

Oooops! Sim, mas... não traga muitos... - A minha mãe percebeu logo.

Está bem, levo-te um saco deles e fazes como quiseres.

Ora, a geleia é a minha mãe que faz para toda a família; a marmelada, também, de modo que estava sem ideias.

 

É neste contexto que surge esta tarte tatin - que eu há muito queria experimentar. Ganhei umas bolhas na mão por descascar os marmelos, mas valeu a pena. Aliás, a verdade é que com estes frutos, o trabalho vale sempre a pena, pois  o sabor e a textura compensam. E, no fim, temos uma panóplia de opções para os cozinhar. Basta procurar ou imaginar e deitar mãos à tarefa... sem medos. :-)

IMG_0095.JPG

 INGREDIENTES

1 folha de massa quebrada

10 marmelos, descascados e descaroçados

2 limões

10 chávenas de água

1 + 1/2 chávena de açúcar

120 g de manteiga

Sal fino q.b.

Geleia de marmelo q.b.

 

 

PREPARAÇÃO

Ligar o forno a 180.ºC/200.ºC.

 

Num tacho, colocar o açúcar, a água, a raspa de um limão e o sumo de um limão e meio. Adicionar os marmelos cortados em quartos e levar ao lume alto. Quando levantar fervura, baixar o lume e deixar ferver cerca de 8 a 10 minutos. Escorrer e reservar.

 

Preparar a tarteira, aquecendo-a ligeiramente e barrando as laterais com um pouco de manteiga.

 

Noutro tacho, deitar o açúcar e o sal e deixar que se torne num caramelo. Juntar as 100 g de manteiga que sobraram e envolver com muito cuidado para não se queimar. Verter o caramelo na tarteira (ligeiramente pré-aquecida) que vai levar ao forno. Colocar os quartos de marmelos com a parte interior para cima - pois a tarte é invertida e quer-se que a parte bonita fique à vista - sobre o caramelo. Regar com mais um pouco de sumo de limão e salpicar com um pouco de açúcar. Depois, cobrir com a massa quebrada, aconchegando-a ao recheio.

 

Levar ao forno durante 40 minutos, até a massa ficar bem dourada.

 

Por fim, pincelar com um pouco de geleia e servir morna.

page.jpg

 

Bom apetite!

Que bos faga bun purbeito!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 Marmelada com queijo de cabra

 

Acredito que a paixão que temos pela comida é equivalente àquela que temos pela vida. Faço muitas vezes esta analogia. Uma e outra revelam-nos na exata medida da paixão que nutrimos por aquilo que nos rodeia e por nós, enquanto indivíduos, seres amantes, amados e em perspetiva de amar. Ter paixão pela comida é estar apaixonado pela vida. É amor em forma de brócolos, maçãs, peixe, sopa, bolos, doces e tudo o que quisermos.

 

Um destes fins de semana, troquei, mais uma vez, uma subida à Serra da Estrela para ver a neve por uma tarde na cozinha. Celebrei, assim, na companhia da minha mãe, a minha paixão pela vida. Na cozinha, entregámo-nos à preparação deste doce tão apreciado cá em casa. A massa estava congelada desde outubro. A minha mãe não gasta a polpa dos marmelos de uma vez só porque nós gostamos deste doce acabado de fazer, ou seja, antes de ganhar a consistência da marmelada. Ficou uma delícia. Não é verdade que uma refeição feita com carinho sai sempre melhor?

 

Marmelada com queijo de cabraMarmelada

MarmeladaMarmelada com queijo de cabra

 

Ingredientes:

1 kg de marmelos cozidos (polpa)

1 kg de açúcar

2 tiras de casca de limão

1 pau de canela

 

Preparação:

1. Lave os marmelos muito bem e retire a base e o cimo dos marmelos.

2. Coloque os marmelos inteiros na panela de pressão e deixe cozer durante 20-30 minutos.

3. Retire os marmelos e escoe a água para um recipiente.

4. Deixe arrefecer os marmelos e depois retire a casca e o caroço.

5. Corte os marmelos aos pedaços e triture-os no passe-vite.

6. Coloque a massa resultante num tacho e leve ao lume com um pouco de açúcar, a casca de limão e o pau de canela, mexendo sempre. Entretanto, vá juntando o restante açúcar aos poucos e deixe ferver, sem deixar de mexer, durante 30 - 40 minutos ou até fazer ponto estrada.

 

Sirva em cama de queijo de cabra, bolacha de água e sal e amêndoa laminada ou numa simples fatia de pão de centeio.

 

Da água que reservou, poderá fazer geleia. Para o efeito, junte aos poucos 2 kg de açúcar para um litro de água, uma casca de limão e um pau de canela. Mexa e deixe ferver por 1 / 1h30, até fazer ponto estrada.

 

 

Marmelada com queijo de cabra e amêndoa

 

Se na Serra a marmelada tem necessariamente um ar mais rústico, na cidade tanto assume as suas raízes como é capaz de se apresentar num registo mais requintado, principalmente se bem acompanhada. O que acham? A marmelada é rústica ou sofisticada?

 

Apaixonem-se pela comida e disfrutam a vida. Sejam felizes!

 

Bom apetite!

Bon appétit!

Jó étvágyat!

 

{#emotions_dlg.beja}

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D