Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Partilha ou exibicionismo?

por Paula, em 13.08.15

_MG_0037.JPG

 

A capacidade de partilhar é uma qualidade que nos torna mais humanos; é dizer-se e saber-se um ser sensível, despojado de egoísmo.

 

Infelizmente, existe a ideia de que quem partilha o faz para se exibir e não pelo simples acto de comungar com o outro, de gozar do mesmo prazer de ter, de provar, de sentir. 

 

Para mim, quando algo é partilhado torna-se mais bonito, mais saboroso. Tudo se torna (ou deveria tornar-se) melhor. Só assim é que a vida faz sentido.

 

Para que conste: nos escritos deste blogue fica exarado que as partilhas, aqui, são para continuar com o mesmo gosto. Por isso, deixo-vos uma receita de ensopado de pato que fica uma delícia. E, já agora, partilhem com quem mais desejarem (e, sobretudo, com quem vos trate bem). ;-D

 

_MG_0019.JPG 

ENSOPADO DE PATO

 

INGREDIENTES

Para o ensopado:

1 pato inteiro c/ os miúdos

3 cebolas médias, cortadas em meias-luas

2 alhos, ralados

1/2 de limão

1 ramo de salsa, picada

1 haste de serpão

2 folhas de louro

2 cravinhos

1 piri-piri

1 colher de sopa de banha

1 colher de sopa de farinha

3 dl de vinho tinto (de boa qualidade)

Sal e pimenta, moída na hora, q.b.

Fatias de pão torrado q.b.

 

Para o caldo:

2 cenouras, cortadas em pedaços

1 cebola, cortada em quartos

2 dentes de alho, cortados ao meio

2 alhos franceses, médios, cortados em rodelas

1 folha de louro

A carcaça do pato

1 litro de água

Sal e pimenta q.b.

 

PREPARAÇÃO

Começar por lavar bem o pato e secá-lo com papel de cozinha. De seguida, esfregá-lo com rodelas de limão para dar sabor e para atenuar o sabor da gordura da ave.

 

Partir o pato em pedaços, tendo o cuidado de separar as partes do peito da carcaça. Esta servirá para fazer o caldo. Esfregar com sal e os alhos. Cortar os miúdos em pedaços pequenos. Reservar.

 

Entretanto, deve dar-se início ao caldo que irá cobrir o ensopado. Para isso, colocar todos os ingredientes numa panela. Deixar levantar fervura e cozinhar cerca de 40 minutos. Coar e reservar até ser necessário.

 

Num tacho, colocar a banha e o pato com a pele voltada para baixo. Deixar cozinhar até ficar dourado e voltar para que sele do outro lado. Quando tiver aloirado, polvilhar com a farinha. Cobrir com o vinho. Colocar os restantes ingredientes e 2 dl do caldo. Tapar e deixar estufar em lume brando até o pato ficar bem tenro. Ao longo da cozedura, deverá adicionar-se um pouco mais do caldo para que o molho não seque.

 

No final, retirar o molho, levar por uns minutos ao frigorífico para que a gordura solidifique. Retirar a mesma com a ajuda de uma escumadeira. Reaquecer o molho. Colocar umas fatias de pão no fundo de uma travessa funda, dispor o pato e cobrir com o abundante molho e um pouco de salsa ou coentros frescos, picados na hora.

 

Sugestão: o caldo que sobrar poderá congelar-se para se utilizar mais tarde para dar sabor a outro prato.

 

Este ensopado fica realmente delicioso.

 

Bom apetite!

Que bos faga bun purbeito!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D