Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Feijão-frade com broa e funcho

 

O feijão-frade, também conhecido como chícharo (Trás-os-Montes), não gozou sempre da minha simpatia. Na verdade, só há pouco tempo é que me tornei adepta desta leguminosa. Tudo por causa da minha mãe que me "presenteou" com um saco cheio de feijão-frade. Ainda a tentei demover, recordando-a das minhas tiradas na infância para fugir de comer o tradicional fradinho com atum ou bacalhau, mas sem sucesso. Fiz-lhe notar que o poderia ofertar a outra pessoa. Em resposta disse-me que o dividira em partes iguais por todos os irmãos. Por isso, cabia-me decidir que destino dar ao que me cabia. Não será difícil imaginar que o referido saco conheceu todos os cantos da cozinha.

 

Enchendo-me de coragem, escolhi-o, lavei-o e entalei-o coberto com água, uma haste de rosmaninho, uma haste de segurelha, louro e alguma esperança em conseguir comê-lo. Enquanto amaciava, os seus aromas foram invadindo a minha minúscula cozinha. Naquele momento, ocorreu uma mudança quase milagrosa. O cheiro do feijão-frade a cozinhar não me causava enjoos. De facto até me agradava. Incrível. Como é que era possível? Não tardou, pois, que o empregasse num prato rústico, envolto em bom azeite, couves macias do quintal que os meus pais plantaram e uma deliciosa fatia de broa a lembrar os bons sabores da Beira Alta.

 

 

INGREDIENTES

 

200grs de feijão-frade

2 hastes de tomilho ou segurelha

2 folhas de louro

1 haste de rosmaninho

Água q.b.

8 folhas de couve galega (médias e tenras)

1 fatia grossa de broa

2 c. de sopa de azeite

3 dentes de alho picados

Sal e pimenta q.b.

1 c. de sopa de sementes de funcho

 

PREPARAÇÃO

 

Demolhar, de véspera, o feijão-frade cerca de 12 horas, depois de escolhido e lavado.

 

Colocar num tacho e levar ao lume coberto com água, juntamente com as hastes das ervas aromáticas (não adicionar sal), cerca de 30 minutos. Verificar o ponto de cozedura. Escorrer e reservar. Descartar as ervas aromáticas.

 

Lavar e cortar grosseiramente a couve com as mãos e levar a branquear. Escorrer. Cortar a couve de forma miúda e reservar.

 

Numa sertã, colocar o azeite, o alho e deixar frigir um pouco. Juntar o feijão-frade e envolver. Adicionar a couve e temperar com sal e pimenta.

 

De seguida, esfarelar a broa e envolver bem no preparado. Se necessário, regar com mais um pouco de azeite. Juntar as sementes de funcho e envolver. Servir imediatemente.

 

Bom apetite!

Bon appétit!

Jo étvágyat!

Que bos faga bun porbeito!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D