Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Bolo de tangerina com glacé

por Paula, em 18.02.15

_MG_8644.JPG

Antes de mais, fica o aviso à navegação de que este post não é a publicação atrasada de algo que se prenda com o "Dia dos Namorados". Não tenho nada contra, mas a verdade é que não costumo dar-lhe muita importância aqui no blogue.

_MG_8645.JPG

Por outro lado, nós por cá, temos como lema que os vários tipos de amor se celebram todos os dias com gestos como um sorriso, um elogio, um galanteio, uma flor, uma ajuda nas tarefas do dia-a-dia, uma opinião sincera, um apoio numa situação qualquer, um beijo, um abraço, um gesto inesperado, uma mão dada, um carinho, um bolo, uma festa no rosto, um olhar meigo e sincero.  Sem o amor em todas as suas formas, não somos seres completos.

_MG_8648.JPG

 INGREDIENTES

4 tangerinas, descascadas e sem sementes

2 ovos

170 g de farinha branca

150 g de farinha integral

1 c. de sopa de fermento

100 g de açúcar amarelo

100 ml de óleo de girassol

 

Para o glacé

1 clara de ovo

100 g de açúcar em pó

1 c. de sopa de óleo

Raspa de uma tangerina

 

PREPARAÇÃO

Aquecer o forno a 160.º C. Untar uma forma de bolo inglês com um pouco de óleo e farinha. Retirar o excesso de farinha. Reservar.

 

Num copo misturador ou liquificadora, colocar as tangerinas, o açúcar, os ovos e o óleo de girassol. Triturar tudo até obter um puré cremoso.

 

Numa tigela, colocar as farinhas e o fermento peneirados. Adicionar lentamente o puré de tangerina à medida que se vai mexendo.

 

Colocar a massa na forma e nivelar com a ajuda de uma espátula. Levar ao forno durante cerca de 40 minutos. Fazer o teste do palito antes de retirar o bolo do forno.

 

Enquanto o bolo está a cozer, poderá preparar-se o glacé. Para o efeito, juntar o óleo e a raspa de laranja ao açúcar em pó e envolver. Depois, bater a clara em castelo e adicionar, aos poucos, ao açúcar.

 

Quando o bolo estiver morno, fazer uns buracos com a ajuda de um palito e barrar com o glacé. Deixar repousar uma hora antes de servir.

_MG_8653.JPG

Este bolo não fica muito doce. Tem uma consistência compacta agradável (ou seja, não fica muito fofo). O facto de se picar com o palito, ajuda a que a glacé penetre no interior do bolo e lhe confira alguma humidade.

_MG_8643.JPG

 

Bom apetite!

Que bos faga bun purbeito!

 

Nota: Esta receita foi retirada da revista Cozinha Fácil, de Janeiro de 2015.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D