Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Bolo de beterraba

por Paula, em 19.04.13

 

 

A beterraba, rica em cálcio, magnésio, ferro, fósforo, potássio, manganésio, ácido fólico e vitamina C, desintoxica o fígado e a vesícula e constitui ainda um excelente depurativo intestinal. Caracteriza-se por se vestir num tom carmim, o que resulta da concentração de betacianina no pigmento da raiz.

 

Amada por uns e desprezada por outros, este tubérculo é conhecido na Grécia Antiga desde 300 a.C. Contudo, é apenas no século XVI que se estende a toda a Europa, trazida pelas invasões bárbaras.

 

Napoleão terá uma grande influência na implementação da beterraba na culinária, porquanto impulsionará o seu cultivo para prover uma alternativa ao açúcar de cana das Antilhas. Por isso, em 1812,  no seguimento dos estudos de Andreas Marggraf e Franz Achard, Benjamin Delessert fará a sua primeira extracção industrial de açúcar de beterraba numa fábrica situada em Passy. Embora não tenha tido o acolhimento devido na época, a verdade é que, hoje, mais de metade do açúcar refinado que existe é de beterraba.

 

Foi, pois, num doce que decidi empregar a beterraba que tinha em casa. Simples, caseiro, mimoso e delicioso é como defino este bolo.

 

 

INGREDIENTES

 

3 ovos
1 chávena e meia de chá de açúcar amarelo peneirado

 1 colher de chá de essência de baunilha
250 g de beterraba, cozida
1/2 chávena de chá de azeite ou de óleo
Sumo e raspa de uma laranja
2 chávenas de chá de farinha peneirada
2 colheres de chá de fermento para bolos
Erva doce, a gosto
 

PREPARAÇÃO

 

1. Pelar a beterraba, partir em pequenos cubos e triturar. Reservar.
2. Bater muito bem os ovos com o açúcar.

3. Adicionar a beterraba, o azeite ou óleo, a essência de baunilha, o sumo e as raspas de laranja e um pouco de erva doce.

4. Depois da mistura estar bem incorporada, adicionar a farinha peneirada e o fermento, e envolver com uma colher de pau.
5. Levar ao forno durante 40 ou 50 minutos, dependendo do forno.

6. Fazer o teste do palito. Desenformar e deixar arrefecer em cima de uma rede.

 

 

Bom apetite!

Bon appétit!

Jó étvágyat!

Que bos faga bun porbeito!

{#emotions_dlg.default}

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D