Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Frango com Caril

por Paula, em 26.11.12

 

 

Frango com Caril

 

Já dizia a Minnie, no filme "As Serviçais", que o frango é o remédio para todos os males. Traz conforto, é saudável e adapta-se a todas as ocasiões. Pode ser de aviário - o menos recomendado - ou do campo. Distingue-se da galinha pelo tempo de criação. Ao fim de dois meses, o frango (do campo) está pronto a ser utilizado. A galinha, por sua vez, já pôs ovos e conta com 12 a 15 meses de criação. A distinção faz-se facilmente pela cor e textura da carne. O primeiro é tenro e de cor mais clara; a segunda tem uma carne escura, mais dura e fibrosa.

 

O caril está associado à cozinha indiana e asiática. De cor intensa e apelativa, este consiste numa mistura de pimenta, malagueta, coentros, cominhos, açúcar de cana e curcuma (também conhecido por açafrão-da-índia).

 

A inspiração para a sugestão de hoje veio do caril. Procurava uma receita que me deixasse feliz. Ao vasculhar a minha estante de livros, encontrei um dedicado exclusivamente ao frango. E lá estava, no "Receitas Simples & Rápidas" (frango), da Euro Impala, aquela que me agradou. Tomando em conta os ingredientes existentes na despensa, adaptei-a e fiquei muito feliz com o resultado.

 

Frango com Caril

 

INGREDIENTES

(Serve 4)

1 frango 

1 cebola

1 dente de alho

0,5 dl de azeite

1 lata de coco em conserva (utilizei leite de coco) 

300 g de miolo de camarão

1 c. de sopa de caril em pó

2 dl de natas

1 ramo de coentros (não usei)

300 g de arroz

Sal e pimenta q.b.

 

 

PREPARAÇÃO

1 - Arranjar o frango e cortá-lo em pedaços. Temperar com sal e pimenta.

2 - Cortar e picar a cebola finamente, assim como o alho. Corar em azeite.

3 - Juntar o frango e deixar cozinhar durante 10 minutos.

4 - Juntar o leite de coco, o miolo de camarão e o caril.

5 - Adicionar as natas. Envolver tudo muito bem.

6 - Rectificar o tempero e salpicar com os coentros picados.

7 - Servir com arroz branco cozido em água e sal.

 

Nesta receita, substituí o coco cortado em juliana por leite de coco e não utilizei os coentros. De todo o modo, a receita resultou muito bem. O molho ficou cremoso, sem ser em exagero, saboroso e o prato exalava um aroma cativante a caril que me transportou para outra dimensão geográfica.

 

Quanto ao livro, consiste numa boa opção. O preço é muito convidativo, mesmo para as bolsas mais modestas, não ocupa muito espaço na estante ou na cozinha e acaba por ser uma fonte de inspiração muito digna.

 

Bom apetite!

Bon appétit!

Jó étvágyat!

Que bos faga bun porbeito!

 

{#emotions_dlg.beja}

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Suzana a 26.11.2012 às 11:41

Paula,

Cá por casa também adoptamos a máxima que um prato de frango cura muita coisa. Aprendi a gostar de comida indiana há apenas alguns anos mas fui conquistada para todo o sempre pelo uso inteligente das especiarias. Óptima sugestão!

Um beijo e saudades*
Imagem de perfil

De Paula a 26.11.2012 às 22:30

Olá, Suzana! :-)

Muito obrigada.

Eu não diria melhor em relação à comida indiana. Estou totalmente de acordo.

Um grande beijinho e um abraço amigo.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D