Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Canja de galinha

por Paula, em 17.06.11

 

A canja de galinha é um prato a que recorro muitas vezes. Até mesmo no Verão. Gosto daquele caldo simples em que a carne de galinha (não de frango) se revela no seu máximo e me envolve num calmo e relaxante momento de felicidade degustativa. Enceto naquele momento uma viagem ao meu mundo inventado onde o conforto e a paz são soberanos. Eis o poder de um simples caldo.

 

Há uns dias arranjei uma galinha com a preciosa ajuda da minha mãe. Embora estivesse destinada a ir para o forno, a meio do percurso o desejo de uma canja quente, aromática e saborosa falou mais alto. E foi assim que uma galinha poedeira e os seus ovos lindos e ricos acabaram por fazer parte do meu caldo de eleição.

 

 

  

INGREDIENTES:

  • 1 galinha sem pele e com as miudezas
  • 2 cenouras
  • sal q.b.
  • 150 g de massa de pevides ou couscous (bolinhas)
  • 1L de água mais o suficiente para cobrir a galinha aquando da cozedura
  • 1/2 lima ou limão ou gengibre
  • folhas frescas de hotelã

 

PREPARAÇÃO:

  1. Retire a pele à galinha e coloque-a na panela de pressão juntamente com as miuedezas (excpeto os ovos), cubra-a com água suficiente para cozer e tempere com sal. Deixe ferver por vinte minutos.
  2. Retire a galinha e desfie em pedaços.
  3. Coloque o caldo da cozedura da galinha numa panela e junte mais 1 L de água.
  4. Coloque os pedaços da galinha, as cenouras finamente cortadas em rodelas e deixe ferver por cinco minutos.
  5. Junte a massa e os ovos e (se for o caso) o gengibre ralado a gosto.
  6. Deixe cozer a massa. Verifique o tempero e no fim adicione folhas frescas de hortelã.
  7. Ao servir, se não utilizou o gengibre, coloque umas gotas de lima ou de limão e junte mais duas folhas de hortelã para decorar.

 

Esta canja fica fresca e saborosa. A acidez da lima, do limão ou do gengibre conferem-lhe uma frescura que combina muito bem com o sabor mais intenso do caldo de galinha tornando-o mais leve. Não colide de forma alguma com o sabor da hortelã. Talvez por isso esteja também presente na minha mesa nos dias mais quentes, contrariando a ideia de que estes caldos só casam bem com os dias frios e chuvosos de Inverno.

 

Bom apetite!

{#emotions_dlg.guarda}

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D